Dia de sonho

Terça-feira, 26 de junho de 2007

Acordei, mas não abri os olhos. Queria voltar a dormir para continuar o sonho interrompido pelo barulho dos gatos. Malditos gatos. Mas será que aquele sonho ia acabar de qualquer jeito? Será que existe um tempo máximo de duração? Já demorava um bom tempo, mas eu queria mais. Estava evoluindo de algo sem nexo (como todos os sonhos) para uma cena totalmente realista. Era tão real, juro, tão real, que a mão direita que ela segurava, no sonho, estava quente quando acordei. Eu ainda podia sentir os dedos dela entrelaçados entre os meus. Mas acabou. Voltei a dormir, tive outro sonho, mas tão insignificante que nem me lembro como foi.

Acordado em definitivo, apenas me espreguiçando, me preparava psicologicamente para outro cansativo dia de desemprego. Quem trabalha não tem noção como cansa um dia sem fazer nada construtivo. O telefone toca. É o Renan:
“Vamos no Mercadão? Li uma matéria na Folha dizendo que é muito massa.”
“Eu não confiaria no repórter, mas vamos nessa…”

Outro colega de ócio foi encontrado, por acaso, no Centro. O matonense Marcel uniu-se ao grupo e provavelmente foi salvo de “almoçar” no McDonalds. Renan queria experimentar o pastel de bacalhau do Bar do Tio. Eu queria provar o bolinho de carne seca que deixei de comer da outra vez. Os dois paulistas, devoradores de fast food que não comem clássicos como… feijão (!), aprovaram o pastel. Como havia acabado de almoçar, só comi um bolinho de bacalhau e o tão desejado de carne seca. O segundo me impressionou. Melhor do que o de bacalhau!

Mas, gratificante mesmo, foi ser bem recebido pelo Rafael depois de ter escrito uma matéria sobre o Mercadão e o bar dele. Poucas vezes o jornalista ganha um sorriso quando vê uma fonte pela segunda vez. Ganhei não só um efusivo cumprimento como encontrei minha matéria presa numa moldura, ao lado de uma coluna do Bruno, na parede do bar. Veja só: uma das minhas escolas de jornalismo, a “Doses” agora estava exposta ao lado da minha singela matéria. O mundo dá mesmo voltas.

Estômago forrado, eu agora ia apresentar ao Renan o Bar do Maurício, no outro mercado, o Campineiro. O abstêmio Marcel pulou fora. Como eu já tinha passado por um curso intensivo semanas atrás, me julguei digno de ser um guia para o meu parceiro de copo e idéias. Numa terça-feira à tarde, ao contrário do sábado, o Bar do Maurício pode ser apreciado também com os olhos. Um balcão imenso, garrafas e pequenos barris de inúmeras marcas de cerveja. Tem até de R$ 115! Fomos de Weisteiner, R$ 13 a garrafa de um litro. Produzida na Argentina de acordo com a fórmula alemã, é ligeiramente mais amarga do que a Heineken no fim, porém mais leve no começo. Dinheiro bem aplicado. “Ah, para comemorar uma promoção, uma coisa assim, vale a pena gastar uma grana num bar desses”, disse meu parceiro. Mal sabíamos que aquilo era uma comemoração antecipada.

Café Regina, na mesma Barão de Jaguara do Mercado Campineiro 

Um cafezinho no coador de pano no Café Regina para rebater e fomos para o Sebo D’Agosto, na José Paulino. Outra recomendação minha. Bons livros, dinheiro curto, não comprei nada (antes que nos execrem, nenhuma obra que nos interessou custava os R$ 13 da cerveja). Peguei o caminho da Rua Conceição e fui para minha aulinha de inglês, relaxado, certo de que meu dia não poderia ter sido melhor. Ledo engano. Estou ouvindo as explicações da minha teacher querida, quando o telefone toca. “Aquele frila fixo lá nós preenchemos, mas tem outro aqui, tem interesse?”. Desencantei, meus amigos. Vou trabalhar, (oficialmente) das 10h às 17h, com hora de almoço e tudo. Trabalho, trabalho, finalmente. Acordei de um sonho bom, mas vou dormir com outro.

Anúncios

5 Responses to Dia de sonho

  1. João Pedro disse:

    Onde? Quando? Coooooomo?

    Parabéns, bróda.

    Aliás, bom te ver domingão, apesar do meu estado deprê…

  2. Róger disse:

    Parabéns Bay!!!

    mto sucesso pra vc!!!

    e as Heinekens daki t esperam para uma visita um dia desses…

    abraços

    ps: conte-nos mais detalhes do trampo… hehe

  3. Sílvia disse:

    Aeeeew!!! PARABENS!!!
    Tá todo mundo sendo promovido nessa atmodfera blogosférica ou é impressão minha????rsrsrs Acho qu eescrever blog dá sorte…hehehe

  4. pedroluts disse:

    DEUS OUÇA A SENHORITA ACIMA!
    hehehehe…

    Ae, Bay! Parabays novamente!
    Vamo q vamo… q o som não pode parar!!

    Abrasssss

  5. Bruno Ribeiro disse:

    Maravilha o texto e o programa!

    Semana que vem faremos o circuito, anote!

    abraços!

    ah, e obrigado pela fotinho do livro aí no blog…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: